Por “eVentos” de Doutrinas

Engraçado como a vida é feita de eventos. Os melhores momentos são aqueles que marcam nossas vidas. Gente que diz que “não acredita em eventos” é talvez o pior tipo de gente que existe (explico: é aquele que não é cego, mas que não quer ver). É fato. Eventos são acontecimentos que nos marcam.
Não se pode forçar que um evento seja memorável. É preciso que ele simplesmente o seja.
Não, não tenho problemas com eventos em si. Até gosto deles. Mas o problema no meio cristão é que se espera que eventos sejam constante – mas eles por definição são EVENTUALIDADES.
Tem ‘crente’ por aí que anda de evento em evento esperando o friozinho na barriga que eles criam. Meu problema com eventos é o mesmo com as montanhas russas. É que depois de um tempo, é necessário um novo evento para sentir o friozinho na barriga de novo. Cristianismo não é uma vida em busca de friozinho na barriga, mas é uma vida que busca aquecer o coração por viver Cristo!
Não adianta andar de evento em evento, mão erguida em mão erguida, culto em culto se o coração e a vida não estão próximos a Cristo. Todas as coisas sem Jesus são vazias.
 Gente que é movida a eventos normalmente não gosta de ir a reuniões pequenas, louvor sem expectadores, oração sem gravetos flamejantes. Isso porque reunião pequena não tem o impacto visual de uma ‘geração de adoradores’. Louvor sem expectadores não é gostoso levantar as mãos e fechar os olhos pra que aqueles que estão com eles abertos possam ver sua espiritualidade. E gravetos… bem, nem precisa explicar, né? Poder emanando da minha intercessão!!!
Como disse: não tenho problemas com eventos. Iria em muitos que acontecem para ouvir bons pregadores, bandas legais; mas o que me irrita é exatamente a hipocrisia de gente que pensa que a eventualidade faz o cristão. O que mata (e facebook tem sido um colaborador da indigação neste sentido) é gente marcada numa foto em adoração, num evento da moda, no ‘calor do espirito’, mas sua timeline, curtidas, etc dizem completamente o contrário.
Deus se pronunciou contra este tipo de prática. Pessoas sem coração definido. Com amor ao mundo maior que o amor à vida com Deus!
“Venham, voltemos para o Senhor. Ele nos despedaçou, mas nos trará cura; ele nos feriu, mas sarará nossas feridas. Depois de dois dias ele nos dará vida novamente; ao terceiro dia nos restaurará, para que vivamos em sua presença. Conheçamos o Senhor; esforcemo-nos por conhecê-lo. Tão certo como nasce o sol, ele aparecerá; virá para nós como as chuvas de inverno, como as chuvas de primavera que regam a terra. ”

“Que posso fazer com você, Efraim? Que posso fazer com você, Judá? Seu amor é como a neblina da manhã, como o primeiro orvalho que logo evapora. Por isso eu os despedacei por meio dos meus profetas, eu os matei com as palavras da minha boca; os meus juízos reluziram como relâmpagos sobre vocês. Pois desejo misericórdia, não sacrifícios, e conhecimento de Deus em vez de holocaustos.
Oséias 6.1-6.6

DE NOVO – de maneira nenhuma tiro o mérito do que um evento pode transformar na vida de uma pessoa – eu mesmo já fui muito mudado por palavras e ministrações EM eventos. Vira e mexe prego em eventos… Mas não pense que como cristão você pode viver deles. Viva de Cristo e de Cristo somente.

« »

© 2020 Espaço Supimpa. Theme by Anders Norén.